segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Ser Voluntário Vale a Pena

5 de dezembro é o dia internacional do voluntariado. Se você é uma das pessoas que doam seu tempo e talento em benefício das outras pessoas, sem esperar nada em troca, nossos parabéns! Aqui nos Contantes Contentes, nós temos muitos motivos pra saber que Ser Voluntário Vale a Pena.

Pode ser que você já tenha entrado nesse blog pra saber das datas de apresentações ou porque foi a uma de nossas apresentações e queria saber um pouco de nós. Pode ter entrado aqui por acaso, seguindo um link do Google pra saber nossa opinião sobre um livro, um filme ou pra conhecer alguma das histórias que contamos. Pode ser que seja um de nossos amigos, que veio só pra ver que cara tem esse blog de que nós falamos às vezes. Mas talvez, seja como for, você não sabia que nosso grupo começou porque alguns de nós somos voluntários da Associação Viva e Deixe Viver e que, mesmo os que não são, se conheceram lá, em um curso que a Kika dirigiu e que vem fazendo parte das nossas vidas desde então. Sem o Viva, nós nem teríamos nos conhecido. Então, só pra começar, posso dizer que ser voluntário vale a pena porque te permite conhecer gente nova e que se identifica com você.

A Associação Viva e Deixe Viver é uma OSCIP que treina e organiza voluntários para contar histórias para crianças em hospitais. O Viva (como a associação é chamada carinhosamente por seus voluntários) começou pequeno, em 1993, no Hospital Emílio Ribas. Hoje já conta com mais de mil voluntários, que contam histórias em 82 hospitais em 9 estados brasileiros. Os objetivos desse trabalho são dois: humanização hospitalar e incentivo à leitura.

E sabe por que vale a pena ser voluntário do Viva? Porque nós sentimos, em cada visita que fazemos, que as histórias que contamos alimentam a imaginação das crianças que por qualquer razão se encontram no hospital. E porque, nesses momentos, elas viajam pra bem longe da doença. Porque nosso pagamento vem na hora, em forma de sorrisos ou de abraços espontâneos. Porque as crianças, incentivadas pela leitura que nós fazemos, pedem livros de presente. Porque às vezes os pais, médicos e enfermeiras nos contam que após as histórias, a criança comeu melhor, dormiu melhor ou sofreu menos com um procedimento hospitalar. Porque isso incentiva a equipe dos hospitais a manter e a ampliar cada vez mais a cultura da humanização hospitalar.

Mas ser voluntário também vale a pena mesmo que você não saiba contar histórias ou não queira entrar em um hospital. Vale a pena fazer qualquer tipo de trabalho voluntário. Fazer algo sem esperar pagamento. Fazer aquilo que você sabe fazer em benefício de pessoas que, de outra maneira, não teriam acesso a isso. Nada é muito pequeno. Nunca é tarde demais. Se você já fez um trabalho voluntário, eu não preciso explicar. Se não fez, que tal começar agora?

E se quiser mais alguns motivos, procure no Twitter ou no Facebook pelo tag #servoluntariovaleapena, ou leia as histórias no hotsite da campanha: http://www.servoluntariovaleapena.com.br/. Ah! É claro que se você tiver uma história de voluntariado pra contar, nós também queremos ouvir.  

Caique Ralize

4 comentários:

  1. Caique, eu amei este texto que escreveu! Realmente, foi o trabalho voluntário que nos uniu e nos reuniu! Tantas coisas boas surgiram com o trabalho no Viva, tantas histórias pra contar das crianças que ouvem e nos contam um tantão de histórias!
    Que lindo tudo, mas adorei "Nada é muito pequeno. Nunca é tarde demais".
    É isto aí! beijos

    ResponderExcluir
  2. Valeu Renata. Obrigado por postar e pelas palavras que reforçam a ideia desse dia.Nossa história é mais legal por estar ligada à cultura do voluntariado.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns a todos os voluntários!
    Que as histórias continuem nos dando novas histórias para contar.
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Concordo com você, sempre vale a pena fazer algum trabalho voluntário. No final acho que o voluntário acaba levando mais vantagens do que o beneficiário do voluntariado, faz muito bem, a gente se sente muito bem, o coração fica feliz, a gente sente que realizou algo importante. Adorei seu texto.

    ResponderExcluir