sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Viva o nosso "Campo de Pouso"!

Houve um tempo em que descobri que gosto de namorar as letras, as palavras e as frases. Não sou casada com elas. Mas me permito namorá-las! Casamento é compromisso, é intimidade do dia-a-dia. Ainda estou no namoro. Não é rotina a minha escrita. Não é também um compromisso. É um desejo, como a paixão! Quem sabe eu chego a casar com as letras. Quem sabe mantenha o desejo e a intimidade unidos. Sonho de qualquer casamento. Grandes escritores me parecem já ter comemorado com as letras bodas de diamante! Quem escreve, conta escrevendo. Bartolomeu Campos de Queirós, um escritor (este "casou bem"), diz em seu livro Para Ler em Silêncio: "Escrever é permitir as asas, mas oferecer ainda um campo de pouso. Escrever é dar amparo às orações, poder contemplá-las despertas sobre linhas do papel."
Contantes Contentes...nosso campo de pouso não é bem um papel. É uma tela de computador. Este é nosso campo de pouso. Que possamos voar com as histórias e pousar algumas delas por aqui, neste contente espaço. Assim outros poderão voar com elas também e contemplar a beleza das palavras!
P.S.: Contantes Contentes, para mim, é saboroso conviver com vocês e suas histórias! Muito obrigada por contemplarem as palavras junto comigo! Caique, muito obrigada por nos ter ofertado com criatividade e carinho um lindo campo de pouso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário